Politica

DEPOIS QUE VI O COMUNICADO DA PRESIDENTE NA TV, QUERO VOLTAR AO ASSUNTO....



Dilma quer ouvir, ouvir, e vai ouvir a todos – e haja ouvidos – e em meio a tantas opiniões não fará nada! Faz um discurso pastelão e focado/centralizado na violência causada, NÃO PELOS MANIFESTANTES, pela policia do país que ela (des) governa. No discurso da Tv ela tenta sorrir e passar uma postura de amiguinha do Brasil, mas parecendo não acreditar nas próprias palavras e agora tendo consciência da merda que fez durante seu governo trás na cara plastificada a uma feição que permanece dura, falsa e tensa. Depois de ver/ouvir as palavras dela na Tv realmente não acredito mais que a atual presidente fará algo pelo Brasil que não esteja dentro do padrão enlatado há quase 100 anos.  Mais cedo recebemos a bomba de que não haverá mais convocatória para manifestações porque a reivindicação principal foi acatada (?).

Bem, como registrei no texto anterior, não vou me estender nisso que já está bem explicado no ditado: “farinha pouca meu pirão primeiro!” e o resto das coisas – aquelas que falei no primeiro texto – que se explodam. O valor do transporte desceu, mas o feijão, a farinha entre outras coisas continuam a subir assim, como pessoas continuam a morrer em corredores de hospitais e Feliciano assim como outros parlamentares continuam a agir insanamente. Mas, tudo bem, a passagem de ônibus baixou, né!

A falta de atitude e omissão já conhecida da Sra. Dilma, e de seu padrinho politico, agora foi adotada pelos lideres do Passe Livre, os mesmos dos R$ 0,20, que conseguiram o que queriam e picaram a mula enquanto nós – que lutamos por causas tão nobres quanto - ficamos todos embasbacados. Graças ao bom senso de alguns vimos nas ruas cartazes falando sobre outros assuntos mais interessantes que os 0,20 (Impostos excessivos, PEC, falta de moradia, as escolas sucateadas, Feliciano, a Cura e outras infelicidades) e agora contamos com o bom senso dos mesmos para permanecemos com mobilização, agora sabendo que a presidente, tal qual seu antecessor, não sabe de nada do que esta se passando no Brasil e reduz tudo a uma minoria de arruaceiros e não toca em assuntos espinhosos. Ela própria se reduz a um boneco de ventriloco com cara de amiguinha do Brasil que passa 10 minutos na Tv dando aula de prolixidade. 

Já não sei do que tenho mais medo da democracia ou da ditadura, o certo é que não vivemos numa democracia como deveria ser, como o PT vendeu como slogan para entrar no poder e ao entrar virou uma direita pseudodemocrática completamente omissa e que não sabe o que fazer com o poder conquistado.  Quanto a Dilma? Bom, com o que vimos hoje na Tv, realmente ela é apenas mais uma pessoa sentada na cadeira do poder e que o povo tome o poder DILMAVEZ! 


Fábio S. Tavares (21/06/2013)




SOBRE O ATUAL MOMENTO QUE VIVEMOS....

O Brasil acordou (?), meio atrasado – mas sempre é tempo - e afobado, mas acordou de pau duro e cheio de tesão para lutar (não brigar!) pelos direitos comuns a todos, espero que não, APENAS, pelos direitos de passagem livre mas por coisas mais nobres como uma Reforma do Congresso, Melhor distribuição da verba publica (dinheiro provindo dos nossos inúmeros impostos). O Brasil está alugado para a FIFA e não tem jeito: A Copa vai acontecer aqui, já está acontecendo! Sejamos espertos agora, já que não fomos quando tudo foi resolvido há seis anos, e vamos utilizar essa visibilidade da copa para protestar contra as extensas filas e atendimento insignificante nos hospitais, contra uma cesta básica que não alimenta nem uma pessoa que dirá uma família inteira, os excessivos impostos que fazem nossas empresas fecharem com menos de um ano de vida, os buracos nas ruas, a falta de moradia, as escolas sucateadas, contra uma policia que não sabemos se nos defende ou se nos agride, contra a violência contínua, física e moral, que sofremos minuto a minuto neste país que insistimos em chamar de nossa pátria amada.

Acordamos tarde, pois a partir do momento que qualquer país aceita ou até briga para abrigar um evento como a Copa o preço de tudo está fadado a subir, do transporte ao tomate, dos impostos bancários as contas nos bares, das roupas aos alimentos básicos que aumentaram pq os impostos aumentaram e isso tem que ser repassado ao consumidor final, com isso entramos numa cadeia sem fim para cobrir os custos de um megaevento do qual nos tornamos sócios involuntários e com rumo certo ao fracasso. Nós pagamos essas contas que nos é cobrada pelo governo que, como sócio majoritário, lucra com os produtos e ingressos vendidos e não nos devolve esse investimento em forma de melhorias como as que citei na paragrafo acima. E agora que resolvemos acordar é tarde, pois já aceitamos essa sociedade e assinamos um contrato inexistente quando nos calamos e vibramos quando a FIFA anunciou que o Brasil iria sediar a Copa há 6 anos atrás sem ter a preocupação de verificar os encargos e estragos causados pela passagem dela em outros países. Então não choremos e vamos agir, pois essa mobilização deveria ter acontecido quando cogitou-se o “aluguel” do Brasil!  Agora, meus queridos sócios, vamos gerenciar e lutar pela distribuição correta e justa do que vai entrar em caixa. 

Fico pensando nos motivos pelos quais uma mobilização como a que esta acontecendo agora, por mais de 1 milhão de pessoas (brasileiros ou não), não foi levantada quando um monstro como Feliciano foi colocado no poder como PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS da Câmara, algo muito mais grave que os R$ 0,20 que motivou, INICIALMENTE, a atual mobilização ou quando toda aquela canalhice do mensalão aconteceu, tendo como protagonistas os principais membros do PT enquanto o principal representante do partido continuava lá como se nada estivesse acontecendo, aliás, “ele não sabia de nada” e hoje em dia nem deve lembrar que um dia foi presidente pois o alcoolismo em conjunto com a incompetência causam esquecimento crônico. O Brasil dormia quando elegeu uma integrante do mesmo partido dos escândalos para sentar na cadeira da presidência e continuar com a omissão que nos levou ao ponto em que estamos hoje. O Brasil realmente acordou tarde, Dilma já se entregou as chefias e esta entalada até o pescoço nas merdas que acatou durante seus primeiros anos de mandato. Ela também acordou tarde e não tinha como voltar atrás, mas agora tem a chance de jogar a merda no ventilador aceitar os seus respingos e se tornar uma líder única e histórica. Seria uma grande satisfação saber que Dilma entrou para a historia não por ser a primeira presidente mulher do Brasil, mas sim por ser uma mulher que mudou o país no cargo que lhe foi concedido em confiança pelo povo brasileiro.      

Quando Dilma diz que “ouve vozes pela mudança” e não faz nada ela simplesmente esta perdendo um excelente momento/ chance de organizar o Brasil, fazer uma reforma e faxina geral colocando as coisas nos seus devidos lugares e o povo do lado dela e não do lado do PT – que há muito não representa ninguém! – que virou uma bagunça e ela pegou o rojão deixado pelo boneco risonho que antes ocupava o segundo cargo mais alto do Brasil, sim, pois o primeiro cargo mais alto pertence ao povo que agora – finalmente - parece ter percebido quem é quem dentro desta empresa chamada Brasil.

 A presidente deveria saber lidar melhor com sua atual dor de cabeça, pois já esteve do lado de cá sendo gente que luta pelos seus direitos básicos, mas esta perdida ao afirmar que “As vozes das ruas querem mais. O meu governo também quer mais”. As vozes sabem o que querem mas a Presidente da Republica não demonstra claramente quem é, o que faz ou de que lado está nessa batalha e continua, como seu antecessor, fazendo caras de preocupação ou sorrindo, atitude que não se espera da líder de uma nação que tem o histórico de vida que Dilma tem. A atitude que esperamos da presidente estava carimbada e sendo executada de forma eficiente pelos líderes do movimento intitulado “Vem pra Rua” até que hoje recebemos a bomba de que não haverá mais convocatória para manifestações porque a reinvindicação principal foi acatada (?). Bem, não vou me estender nisso que já está bem explicado no ditado: “farinha pouca meu pirão primeiro!” e o resto das coisas – aquelas que falei no primeiro paragrafo – que se explodam.

É preciso coragem presidentes/ lideres a mesma coragem motivacional e apaixonada que a Senhora Dilma teve ao ser massacrada pela ditadura militar e peitou como uma brava mulher e por isso respeito o seu passado mas desconheço a sua atual figura e postura tão morosa quando o seu padrinho politico, postura que agora também foi adotada pelos lideres do Passe Livre, os mesmos dos R$ 0,20.   Quando Dilma faz discursos ou declarações sem olhar para os papeis pré (moldados) – escritos pelos seus assessores e utiliza-se de palavras próprias ainda sinto a força e a verdade de um discurso engajado e a vontade de mudança logo é modificada e aplacada por declarações pós-reuniões e voltadas aos papeis com palavras e textos que padronizam o discurso de qualquer pessoa que assuma a presidência da republica. Quem, de fato, comanda essa zorra, caralho?! 

Eu votava em Lula e não no PT, assim como, ainda, acredito em Dilma – e não no PT!- e sei que nem tudo depende dela no cargo que ocupa e tendo as responsabilidades que tem. Mas também sei que ela, e somente ela, pode dar um basta em tudo isso preocupando-se menos com falsas ideologias e agindo como uma líder que sabe das necessidades de mudança e sobretudo entender que quem coloca ela no “poder” é o povo e não as alianças politicas que atualmente se garantem bem e deixam ela na mão e contra quem poderia de fato lhe apoiar: nós, o povo brasileiro! Os verdadeiros donos dessa empresa que não admite mais tantas mazelas e pessoas incompetentes ocupando cargos importantes. 

Dilma é mulher, mãe, uma mulher diferente das outras e, repito, com um histórico de vida diferente da maioria das brasileiras mas que todos os meses sangra como todas as outras, a sua sensibilidade tem que ser diferente e mais aguçada que a das outras, mais do que um cargo ela ocupa o espaço de uma mãe de todos nós.  Seria o momento de romper com o padrão politico implementado no Brasil e sendo ela a primeira mulher neste cargo que seja a primeira a meter o pé na porta e nos guiar rumo a um novo caminho a um novo Brasil diferente dos que venho acompanhando nos últimos 30 anos de vida que tenho. Sou brasileiro e não desisto nunca, sou humano e a esperança é a ultima que morre, e sobretudo, o Brasil não está contra você Dilma Rousseff.  


Fábio S. Tavares Fábio S. Tavares (21/06/2013)

Nenhum comentário:

Postar um comentário